FORMAS DA DEVO√á√ÉO


No seu significado original "devoção" quer dizer "dedicação". No culto à Misericórdia a palavra assume preferencialmente este sentido. Se se tratasse apenas de "práticas devocionais", arriscaríamos a nos assemelhar à figueira do Evangelho (Mc 11,21), luxuriante de folhas e sem frutos.

N√£o √©, por√©m, uma das tantas "devo√ß√Ķes": √© antes de tudo aquela total dedica√ß√£o que representa a s√≠ntese moral e asc√©tica de todo Cristianismo, a qual fomos "consagrados" no dia do batismo. Uma devo√ß√£o particular, neste sentido, servir√° para despertar em cada um de n√≥s a consci√™ncia da devo√ß√£o a Deus e ao pr√≥ximo.

Essas observa√ß√Ķes s√£o feitas antes de penetrarmos no conhecimento da mensagem confiada pela Miseric√≥rdia de Deus a Santa Faustina. As suas "vis√Ķes", as suas "revela√ß√Ķes" s√£o sempre privadas, mas o conte√ļdo delas nos coloca defronte √† mensagem crist√£ de tal modo que somos obrigados a cada passo a nos confrontar com a mesma.

              A Imagem sagrada com a inscri√ß√£o: "Jesus, eu confio em V√≥s".
                 
                       
A Festa da Misericórdia Divina.

                        
O Terço da Misericórdia Divina.

                        
A Hora da Misericórdia Divina.

                        
A Novena à Misericórdia Divina.